10 livros de Economia Comportamental para aproveitar nas férias

Featured | Indicações | Livros

Por Flora Finamor Pfeifer em julho 17, 2018

Aproveitando as férias da faculdade e o tempinho extra que vem com elas, preparamos uma lista de dez livros de economia comportamental para você que quer entender um pouco mais sobre o assunto.

1- Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar – por Daniel Kahneman, ganhador do Prêmio Nobel em Economia em 2002. (2011)

Conhecido como a “bíblia” da economia comportamental, este livro compreende alguns dos conceitos estudados por Kahneman e seu parceiro, já falecido, Amos Tversky. Os dois foram importantes nomes na incipiência desta área, elaborando os papers sobre “Viéses e Heurísticas” e “Teoria do Prospecto”. Se você ainda não o leu, comece por aqui para entender o mecanismo cognitivo dual que Kahneman expõe, o “Sistema 1” e o “Sistema 2”, e as consequências para nossas escolhas a partir deste pressuposto.

 

2 – Nudge: O empurrão para a escolha certa – por Cass Sustein e Richard Thaler, ganhador do Prêmio Nobel em Economia em 2017. (2008)

Na economia comportamental, o conceito de Nudge é um dos mais falados. Resume-se em modificar a arquitetura de escolha, utilizando as teorias de economia comportamental e outros insights sobre como as pessoas realmente se comportam, para influenciar uma decisão “melhor” – uma espécie de “bem estar social”. É amplamente aplicável às políticas públicas, com centros replicando estes estudos ao redor do mundo.

 

3 – Misbehaving: The Making of Behavioral Economics – Richard Thaler, ganhador do Prêmio Nobel em Economia em 2017. (2015)

Richard Thaler, um dos principais nomes e responsáveis pela solidificação da área de Economia Comportamental, conta como este processo foi feito. Ficamos sabendo como ele conheceu Kahneman e Tversky, como se deu a evolução de sua pesquisa e a interferência da psicologia, seu interesse pelos comportamentos “anômalos”, entre outras discussões sobre as críticas enfrentadas pela área e alguns de seus pressupostos.

 

4 – A Mais Pura Verdade Sobre a Desonestidade – Dan Ariely. (2012)

Dan Ariely, Professor de Duke e um dos nomes com maior evidência da área, comenta sobre seus experimentos com a desonestidade humana e social.

 

5 – Inside the Nudge Unit: How Small Changes Can Make a Big Difference – por David Halpern. (2015)

David Halpern comenta sobre sua experiência na liderança do Behavioral Insights Unit, o BIT, unidade de economia comportamental aplicada do Governo do Reino Unido. Comentam sobre suas aplicações e alguns princípios que utilizavam nesta empreitada inovadora.

 

6 – Escassez: Uma Nova Forma de Pensar a Falta de Recursos na Vida das Pessoas e Organizações – por Sendhil Mullainathan e Eldar Shafir. (2013)

Os autores comentam sobre o impacto que lidar constantemente com a escassez tem sobre nosso aparato cognitivo, e como isso influencia a tomada de decisões.

 

7 – O Teste do Marshmallow – por Walter Mischel. (2014)

Apesar de não ser um livro de Economia Comportamental, e sim de psicologia, aborda questões que crescem a pertinência na área, de autocontrole, força de vontade e tentação. O livro conta sobre os experimentos realizados com crianças na década de 60 e replicados nas décadas seguintes. Mischel teve grande influência nos estudos de Kahneman, que se inspirou no método prático e objetivo de se buscar testar teorias psicológicas.

 

8 – O Poder do Hábito – por Charles Duhigg. (2012)

O Best-Seller do New York Times trabalha a questão da formação de hábitos. Passa pelos aspectos neurobiológicos, a construção histórica e os mecanismos sociais que a permeiam, repleto de exemplos e cases (individuais, sociais e empresariais) desta questão com grande pertinência no comportamento humano.

 

9 – Previsivelmente Irracional: Como as Situações do Dia a Dia Influenciam Nossas Decisões – por Dan Ariely. (2008)

O livro é uma coletânea dos experimentos de Ariely, que demonstra como nossa capacidade de raciocínio tem defeitos provocados por forças invisíveis – emoções, relatividade, expectativas, apego, normas sociais – que nos induzem a fazer escolhas previsivelmente irracionais.

 

10 – Animal Spirits – por Robert Shiller (ganhador do nobel de 2013) e George Akerloff. (2009)

O livro trata sobre como as forças psicológicas e as emoções interferem na economia e eventos financeiros pelo mundo. Recuperando o termo de “espíritos animais” elaborado por Keynes, eles sugerem comportamentos governamentais macroeconômicos à luz da economia comportamental.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *